JQUERY RADIO PLAYER and WORDPRESS RADIO PLUGIN powered by WordPress Webdesign Dexheim and FULL SERVICE ONLINE AGENTUR MAINZ
19.1 C
Lisboa

Inês Ramos “Nós! Os que temos um sonho!”

A vida pode em determinados momentos ser efetivamente uma marotona. Connosco, com os outros, com o tempo e com a sociedade! Podemos perder algumas batalhas, faz parte! Mas há que ter presente que uma batalha é só uma etapa e não, o todo!

Esta tenacidade infindável de lutarmos por nós! Permitirmo-nos, no meio da azáfama e padrões instituídos destas nossas vidas do agora, termos e batermo-nos pela nossa identidade e liberdade.

Esta sociedade, que por vezes, nos faz refém desta vivência que assenta na perfeição, imagem e no ter de ser o melhor em tudo! E é aí, nesse momento, quando nos silenciamos e o permitimos que, a nossa liberdade termina!

O constante fluxo de informações, por vezes erradas e manipuladas, que estão à nossa disposição, neste mundo imediato e digital pode ser, quando mal gerido, asfixiante bem como, esta procura constante de validação da vida on line, e não, da que é efetivamente, a vida real.

É fundamental que as novas gerações desenvolvam habilidades críticas, para saberem distinguir, o que é real e alcançável e, o que é filtrado e estereotipado. Perceberem também que, a particularidade de cada um e a sua individualidade, é fundamental para construirmos e nos movermos em sociedades tolerantes e empáticas.

Não é um gosto on line que me determina, ou às minhas escolhas e o rumo da minha vida! É a vida real! A que eu escolho, em liberdade, seguir! Tão libertador que é este processo e esta consciência!

Como dizia Martin Luther King, é preciso subir o primeiro degrau com fé e coragem. Não é necessário que vejamos, logo ali, toda a escada. Fundamental é sim, apenas, dar esse primeiro passo.

Tal como ele teve, também eu tenho um sonho!

O de acreditar nestas novas gerações que são o nosso futuro! Fé nestes nossos filhos que poderão ter nas suas mãos por um lado, a preservação das conquistas vitais do passado mas também, o discernimento de saberem afastar o que é bom que fique longe! O que não é para nós!

Acompanhá-los e educá-los para que tenham essa memória e compreensão do passado mas, principalmente, para que tenham essa força consciente para lutar  por si, por nós pois isso sim, determinará esse seu futuro!

Somos muitos? Somos poucos? Não sei…Gostava que fossemos muitos!

Um oceano de cravos vermelhos, como em tempos gloriosos, erguidos pelos nossos!

Lembrar o seu legado e honrá-los! Esses nossos heróis! Que se deram, por todos nós!

Devolver, através da corrente desta nossa maré de sonho, o Amor pela Liberdade e por esta nossa, magistral e eterna, terra da fraternidade!

Se somos muitos, não sei! Queria muito que sim! Não sei quantos somos!

A única certeza que tenho é que, somos só Nós! Apenas nós!

Que temos em cada esquina um amigo e que vemos, em cada rosto, Igualdade!

Grândola, minha preciosa Grândola!

Somos só nós! Tu e Nós!

Todos aqueles que temos um sonho!

últimos artigos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva um comentário
Por favor, o seu nome