24.2 C
Lisboa

Requalificação da Chemina pronta em 2025

Tiago Pedro, vice-presidente da Câmara de Alenquer,  anuncia para 2025 a conclusão da obra onde, no passado, funcionava a fábrica da “Chemina”, agora a cargo de um grupo chinês, cujas ruínas darão lugar a um hotel com cerca de 80 quartos. Segundo o vice-presidente, em entrevista à Rádio Valor Local, essa obra avançará ao mesmo tempo que o futuro parque de estacionamento, que vai servir de apoio ao renovado Mercado Municipal de Alenquer.

De acordo com o autarca, deu-se uma conjugação de fatores que levou ao adiamento da obra do estacionamento por parte da Câmara, nomeadamente, ao nível financeiro, e nesse sentido o município optou por fazer um compasso de espera e avançar com a obra em simultâneo com a reconstrução do edifício, também porque, de acordo com o vice-presidente, para evitar que estivessem a decorrer várias obras ao mesmo tempo, o que significaria “mais dificuldades para as pessoas”. “Sobretudo depois da complexidade da obra do mercado e para evitar que tenhamos uma obra a fazer de estaleiro em cima de uma outra já acabada”.

O projeto da reconversão da “Chemina” já foi mostrado à Câmara e segundo Tiago Pedro, estes dois projetos, o parque de estacionamento e o hotel, vão transformar toda a zona envolvente, mantendo as características da vila.

Numa das últimas reuniões de Câmara, o vereador do PSD, Nuno Miguel Henriques, perguntou o ponto de situação deste dossier. Pedro Folgado, presidente da Câmara, deu conta que até ao fim do prazo, os promotores deverão fornecer “mais elementos”

últimos artigos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva um comentário
Por favor, o seu nome