JQUERY RADIO PLAYER and WORDPRESS RADIO PLUGIN powered by WordPress Webdesign Dexheim and FULL SERVICE ONLINE AGENTUR MAINZ
15.6 C
Azambuja
spot_img

ULS do Estuário do Tejo quer diminuir falta de médicos e dotar os centros de saúde de melhores condições

Dia 1 de janeiro, do próximo ano, vai entrar em funcionamento a Unidade Local de Saúde do Estuário do Tejo com o objetivo de agregar os cuidados de saúde primários através de uma gestão concentrada dos centros de saúde dos cinco concelhos e o Hospital de Vila Franca de Xira (HVFX). Em entrevista exclusiva ao Valor Local, à margem de um encontro decorrido esta manhã com vista à articulação da futura ULS, Carlos Andrade Costa, presidente do Conselho de Administração do HVFX e com responsabilidades futuras na gestão da Unidade Local de Saúde como futuro presidente da aquela estrutura, revelou ao Valor Local, grosso modo, que o que se pretenda é que a ULS possa ter outra agilidade no sentido de minimizar o mais possível questões como a falta de médicos nos concelhos da região, Alenquer, Azambuja, Benavente, Arruda dos Vinhos e Vila Franca de Xira, mas também e em conjugação com os municípios poder dotar os centros de saúde de melhores condições físicas.

Carlos Andrade Costa diz não temer que a vitória do PSD nas legislativas de 10 de março possa significar um volte- face numa reforma que arrancará dois meses antes, isto tendo em conta que aquele partido já disse estar contra as ULS. O presidente do conselho de administração do HVFX limita-se a dizer que é apenas um funcionário público.

Dois anos e meio depois de ter ficado à frente do HVFX após o fim da PPP, Carlos Andrade Costa refere que o balanço é muito positivo, tendo em conta “que temos equipas cada vez mais motivadas”, e sublinha o recente sucesso da Unidade de Mama, que almeja ser centro de referência no país. (Assista ao vídeo desta entrevista clicando na imagem) 

últimos artigos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva um comentário
Por favor, o seu nome