JQUERY RADIO PLAYER and WORDPRESS RADIO PLUGIN powered by WordPress Webdesign Dexheim and FULL SERVICE ONLINE AGENTUR MAINZ
14.1 C
Lisboa

Vinhos da cadeia de Alcoentre são dos melhores do concelho de Azambuja

O Estabelecimento Prisional de Alcoentre com os melhores branco e rosé, e Joaquim Lambéria, da União de Freguesias de Manique do Intendente, Maçussa e Vila Nova de São Pedro, com o melhor tinto; foram os grandes vencedores da 41ª edição do Concurso de Vinhos do Produtor do Município de Azambuja. Estas 4 décadas de história fazem do certame azambujense um dos mais antigos concursos de vinhos da produção em toda a região.

Esta edição, celebrou a colheita de 2023 nas habituais categorias de vinhos tintos, brancos e rosés. “Prosseguindo a aposta na valorização do concurso, a Câmara Municipal de Azambuja atribuiu prémios monetários de 250 euros aos terceiros, 500 euros aos segundos, e 750 euros aos primeiros classificados, em cada uma das três categorias”, refere o município em nota de imprensa. “Além de promover os bons vinhos locais, a economia e o nome do concelho, estes prémios procuram prestigiar o concurso recompensando a qualidade do trabalho e a dedicação dos produtores. Apresentaram-se neste concurso, organizado pelo município com a colaboração das juntas de freguesia, mais de três dezenas de produtores com predominância de vinhos tintos. De acordo com os provadores convidados, a colheita 2023 pode ser considerada de boa qualidade, justificando-se que para além do pódio tenham sido atribuídas várias menções honrosas.”

Na categoria de vinho rosé, com dez participações, a vitória foi para o Estabelecimento Prisional de Alcoentre; o 2º lugar para Vicapão de Aveiras de Cima; e a 3ª posição para Adega da Horta de Alcoentre. Nota para 1 menção honrosa ao rosé apresentado a concurso pela Quinta da Lapa de Manique do Intendente (União de Freguesias).

Nos treze vinhos brancos participantes, a vitória foi, igualmente, para o Estabelecimento Prisional de Alcoentre; o 2º lugar para o produtor Rui Franco de Vale do Paraíso; e o 3º para Quinta da Lapa de Manique do Intendente (União de Freguesias). Referência para as 3 menções honrosas aos vinhos brancos apresentados pelos produtores José Mata e Agro-Batoréu, ambos de Aveiras de Cima, e pela Adega da Horta, da freguesia de Alcoentre.

No setor dos vinhos tintos, com trinta amostras concorrentes, os 3 prémios principais foram para o território da União das Freguesias de Manique do Intendente, Vila Nova de São Pedro e Maçussa. O 1º lugar para o produtor Joaquim Lambéria; o 2º lugar para José Afonso Ramos; e o 3º lugar para José Avelino Correia. Também aqui foram atribuídas três menções honrosas, neste caso aos vinhos tintos apresentados em concurso por Luís Narciso de Vale do Paraíso, pelo Estabelecimento Prisional de Alcoentre e pelo produtor António José Abreu de Aveiras de Cima.

O painel de provadores avaliou os vinhos concorrentes no modelo habitual de “prova cega” e foi composto por 7 enólogos credenciados e com reconhecida experiência nestas iniciativas, nomeadamente, Cármen Santos, Rita Conim, Manuel Machado, Jorge Páscoa, Hernâni Magalhães, Cruz Ferreira e Sérgio Oliveira.

últimos artigos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva um comentário
Por favor, o seu nome