JQUERY RADIO PLAYER and WORDPRESS RADIO PLUGIN powered by WordPress Webdesign Dexheim and FULL SERVICE ONLINE AGENTUR MAINZ
25.4 C
Lisboa

André Rijo: À segunda, autarca de Arruda não conseguiu dizer que não ao PS

O presidente da Câmara de Arruda, André Rijo, poderá ser eleito deputado nas próximas legislativas. O atual autarca tem o mandato suspenso, e revelou à Rádio Valor Local, que este consistiu no segundo convite para integrar os governos do PS.

O primeiro foi em 2019, no entanto, na altura considerou ser mais importante terminar o trabalho na autarquia. O segundo convite surge na sequência das legislativas antecipadas e feito por Pedro Nuno Santos, com quem André Rijo, tem alguma proximidade e mesmo amizade.

“Conheço o Secretário-Geral do Partido Socialista há mais de 20 anos. Tive o privilégio de trabalhar com ele em alguns temas importantes no passado na Juventude Socialista e mais recentemente nas funções que ele desempenhou no Governo da República, enquanto eu estava presidente da Câmara”, refere André Rijo que sublinha que Pedro Nuno Santos ajudou a desbloquear alguns processos importantes para o território de Arruda dos Vinhos, onde se destacam “a questão da variante rodoviária externa, que neste momento está em fase de conclusão da obra, bem como a requalificação do Bairro João de Deus, que já foi inaugurado e que está obviamente a cumprir a sua missão de serviço público” vinca.

Pedro Nuno Santos é um homem “motivador, galvanizador, carismático e com poder de decisão, como eu não conheci muitos e, portanto, é um fazedor”. Foram estes alguns dos argumentos que o levaram a aceitar o “desafio” de seguir em 15º lugar nas listas do PS por Lisboa, o que significa eleição praticamente assegurada mesmo que o partido perca.

André Rijo começou por ser vereador da oposição no mandato 2009-2013, depois ganhou as eleições três vezes seguidas

Para André Rijo, “valeu a pena” a viagem de autarca, aliás o próprio chegou a ser vereador na oposição, quando o PSD liderava a Câmara.

O autarca venceu pela primeira vez em 2013 com maioria absoluta e desde então tem mantido essa maioria para o PS em Arruda dos Vinhos. Agora em fim de mandato, André Rijo, é substituído por Carlos Alves, até aqui seu vice-presidente. Ao Valor Local, André Rijo diz estar confiante numa vitória do PS. Não é claro quanto a voltar à Câmara no caso de derrota socialista, mas acha que a liderança de Pedro Nuno Santos tem tudo para ser bem-sucedida à frente dos desígnios da nação.

André Rijo parte para estas eleições num lugar elegível. Casimiro Ramos foi o último arrudense eleito deputado em eleições legislativas anteriores e mesmo assim terá sido “repescado” num dos governos de António Guterres.

Para trás, ficam quase dez anos de autarquia, com balanço positivo, de acordo com o autarca. André Rijo chegou a ser um dos presidentes de Câmara mais novo do país e assumiu que, no passado, teve longas conversas com os anteriores presidentes de Câmara do PS, Mário Henrique e Jorge Oliveira.

Entre outros projetos, os mandatos de André Rijo ficam marcados pela habitação, sendo que a reabilitação do Bairro Social João de Deus foi uma das obras marcantes. Outro dos projetos, foi a variante de Arruda dos Vinhos, que será inaugurada em breve e a reformulação da rede de abastecimento de água e saneamento.

últimos artigos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva um comentário
Por favor, o seu nome