31.5 C
Lisboa

Águas do Tejo Atlântico regou relva do Rock in Rio de forma ecológica

Partiu da Fábrica de Água de Beirolas (ETAR) a água que regou a relva do Rock in Rio. Em nota de imprensa a Águas do Tejo Atlântico congratula-se pelos ganhos de eficiência e sustentabilidade conseguidos, numa parceria com a Câmara de Lisboa.

Estiveram disponíveis 4.200 m3/dia de água reciclada para regar a zona Norte do Parque das Nações e o Parque Tejo, nos momentos que antecederam o Rock in Rio, “numa ação de  preocupação com o combate às alterações climáticas através de práticas sustentáveis”.

“Essa é uma das preocupações das grandes cidades como é o caso de Lisboa, das grandes organizações e dos grandes eventos, como é o Rock in Rio, que estão na vanguarda da implementação de soluções sustentáveis para as cidades, para as pessoas, eventos e outras iniciativas que envolvam a comunidade, protegendo o futuro através da redução do consumo de matérias-primas e recursos naturais, fomentando a redução, a reciclagem e a reutilização, alinhadas com a estratégia da economia circular”, refere a mesma nota.

Além da rega de espaços verdes, a água reciclada tem potencial uso para a agricultura, lavagem de ruas e mobiliário urbano, na indústria e em sistemas de climatização de grandes edifícios, cujo tratamento é adequado para os fins a que se destina, “em segurança, com garantia de proteção da saúde pública e do Ambiente”.

últimos artigos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva um comentário
Por favor, o seu nome