JQUERY RADIO PLAYER and WORDPRESS RADIO PLUGIN powered by WordPress Webdesign Dexheim and FULL SERVICE ONLINE AGENTUR MAINZ
19.1 C
Lisboa

Carlos Alves: “O Associativismo Local”

O associativismo local é um dos pilares fundamentais das comunidades. Promove a colaboração entre indivíduos e empresas, impulsiona o desenvolvimento económico, cria redes de apoio e melhora a qualidade de vida dos membros da comunidade. Ao unir esforços e recursos, as associações locais permitem alcançar objetivos coletivos e resolver desafios comuns mais eficazmente.

Em Arruda dos Vinhos o associativismo é um mosaico diferenciado, estratégico para a promoção do desenvolvimento social, cultural, desportivo e recreativo da comunidade, bem como para a promoção do espírito de cidadania, contribuindo para a descentralização municipal nestes âmbitos caracterizando-se, igualmente por uma acentuada participação nos eventos municipais que enriquece. É uma matriz concelhia fundamental com um histórico e património com décadas, de rosto humanista que a todos orgulha e que caracteriza a região. A ligação da população com o associativismo é antiga e natural, embora acompanhe as vicissitudes dos tempos e do ponto de vista da renovação dos seus dirigentes sinta as dificuldades transversais ao país. Na história mais recente, a aposta autárquica para o setor consta a par do crescente aumento percentual de apoio e contributos logísticos, um portal dedicado ao tecido associativo, um certame que pretende ser uma montra para o que de melhor se faz na área (o Festival do Caracol), a SPAA (Sala Polivalente de Apoio ao Associativismo) e, também, a renovação recente do Regulamento de Apoio ao Desenvolvimento Associativo que, seguindo a diversidade e abrangência atuais, ressurge do histórico da Carta Desportiva Municipal com uma feição agora mais inclusiva e alargada. Também o conselho Municipal do Associativismo se reveste de um papel fulcral. Autêntico fórum de discussão valorizador da dinâmica associativa. São crescentes os valores dos apoios logísticos às associações e coletividades. Considerando o ano de 2018 há a registar um aumento dos apoios camarários de 4,7% no ano seguinte, 35, 7% no ano de 2020, 2021 de 50% e, relativamente a 2018 de 91,1% para 2022. Estes valores não incluem os montantes referentes a luz, água, rendas, gás, prémios e apoio financeiro direto que só existe desde 2019. Isto sem prejuízo das ações de manutenção nas infraestruturas desportivas de que consta uma intervenção no piso sintético com o campo municipal na ordem dos 200.000 euros.

Para além dos prémios desportivos habituais a autarquia concede, ainda, o Prémio Carola aos que se evidenciariam no associativismo, cuja designação valoriza, por essência, a dimensão amadora e abnegada que caracteriza os envolvidos e a forte ligação ao serviço comunitário.

Transversalmente o associativismo arrudense, também, se faz representar em parceria com o município em iniciativas como as Tardes com Saúde nas freguesias (ao nível da prática desportiva). O Guia do Desporto anualmente atualizado é, também, mais do que uma mera radiografia de atividades e equipamentos, no caso desportivas, do concelho de Arruda dos Vinhos, um indicador daquilo que é a real importância do associativismo nesta área, sendo o desporto no concelho de Arruda dos Vinhos mais do que a soma das coletividades concelhias e dos equipamentos disponibilizados pelo município. Uma palavra aí para os Jogos do Concelho com um incremento crescente no que se refere a participantes e modalidades.

Em Arruda dos Vinhos é possível identificar a existência de 51 associações/coletividades (número expressivo considerando a área e população concelhias), com destaque para as freguesias de Arranhó e Arruda dos Vinhos, metade das quais com origem a partir de 2000. Se o 25 de abril foi um período rico para a criação de infraestruturas e mobilização da sociedade civil em prol das comunidades e jovens do território, o crescimento do concelho levou a uma diversificação de atividades e transformação do que significa na atualidade ser voluntário, com o envolvimento de novas gerações e uma evolução no significado de ser voluntário com uma referência importante, também, para o Estatuto do Dirigente Associativo Local.

Exigindo o contexto atual a presença de técnicos bem preparados e logísticas mais complexas, o espírito mantém-se inalterado no que diz respeito à recreação, cultura, desporto, lazer a que se junta o bem-estar/saúde, educação, sustentabilidade (uma preocupação crescente aquando da realização de iniciativas).Palavra, ainda, de destaque para os grupos informais que têm surgido e que englobam esta nova realidade valorizando–a.

O caminho far-se-á, obrigatoriamente, com as dificuldades constantes de autossustentabilidade e dentro de um obrigatório espírito colaborativo entre associações no sentido de não sobreposição de iniciativas em termos de calendarização e disputa de públicos e de partilha de sinergias. O passado, esse honra a todos.

Arruda dos Vinhos é a prova de que o associativismo local é fundamental para fortalecer as comunidades, razão por que continuará a contar com os apoios diretos e indiretos da autarquia que reconhece o papel insubstituível das associações no desenvolvimento da coesão social do concelho, enquanto entidades promotoras do exercício da cidadania ativa.

últimos artigos

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva um comentário
Por favor, o seu nome