JQUERY RADIO PLAYER and WORDPRESS RADIO PLUGIN powered by WordPress Webdesign Dexheim and FULL SERVICE ONLINE AGENTUR MAINZ
14.1 C
Lisboa

Lélio Lourenço: “Este é um tempo novo”

Como muito bem realçou no discurso de tomada de posse, no dia 2 de abril, no Palácio da Ajuda, o novo Primeiro-Ministro, Luis Montenegro, as eleições do passado dia 10 de março demonstraram uma vontade clara do povo português na participação e na mudança política.

A nossa democracia, que celebra neste mês de abril os 50 anos, pós 25 de abril está bem viva e saúda-se também pela subida da participação eleitoral.  Do governo espera-se agora foco na resolução dos problemas das pessoas e na promoção do interesse nacional. Agora é tempo de arregaçar as mangas e iniciar uma transformação estrutural da economia e do Estado, porque esse é o único caminho para produzirmos e criarmos mais riqueza em Portugal e, logo poder pagar melhores salários, redistribuir pelos que têm menos recursos, apoiar quem realmente precisa e retermos os nossos jovens em Portugal.

E este círculo virtuoso que Portugal tem de trilhar não é de esquerda nem de direita, é sim de todos aqueles que aqui vivem e trabalham, daqueles que vêm doutras paragens para trabalhar cá, daqueles que aqui estudam e aqui querem constituir família e construir projetos de vida com os olhos postos no futuro. Luis Montenegro insistiu na ideia de salvar os serviços públicos e dar resposta aos cidadãos, em termos de tempo e em qualidade, sobretudo naquelas áreas que bateram literalmente no fundo durante o consulado socialista na saúde, na educação, na habitação, nos transportes, na justiça e nas forças de segurança. Em matéria de habitação com uma redução da burocracia e dos custos de licenciamento, permitindo construir mais casas  e a utilização dos imóveis do Estado, alguns em estado de total abandono e desleixo.  Na área da saúde, implementando uma reforma estrutural que fortaleça e preserve o SNS como a base do sistema, mas que aproveite a capacidade instalada nos setores social e privado, com o foco no cidadão que tem um problema de saúde e não lhe interessa se é tratado num ou noutro sistema, precisa é ser bem tratado e em tempo útil.  Na Escola Pública que coloque o elevador social novamente a funcionar e que atraia e retenha professores, valorizando a sua carreira e não permita que continuem milhares de alunos sem professores nesta fase do ano letivo. Também em matérias de Imigração onde reiterou que queremos um país humanista e acolhedor, que não está nem de portas fechadas, nem de portas escancaradas e pediu reformas na justiça “que ande ao ritmo das pessoas e das empresas, ao invés de andarmos todos ao ritmo de uma justiça lenta.”

Convém sempre recordar que o PS governou Portugal em 22 dos últimos 28 anos, mas isso não pode nem deve servir de desculpa para qualquer situação. Os Portugueses deram um sinal claro que queriam mudar de vida. Luis Montenegro está preparado e sei que estará à altura do enorme desafio que tem pela frente. Todos, todos, todos por Portugal !!

últimos artigos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor escreva um comentário
Por favor, o seu nome